Livro: O Sol Também é Uma Estrela

♪ But are we all lost stars… ♪

Natasha é uma garota que acredita na ciência e nos fatos. Ela está a 12 horas de ser deportada para a Jamaica; Daniel é um bom filho e bom aluno, que sempre esteve à altura das grandes expectativas dos pais; O universo tratará de unir essas duas vidas perante uma rua movimentada de Nova York; O destino tem algo extraordinário reservado para eles.

Cá estou, diante de vós, tentando encontrar palavras que expressem o quanto esta obra me impressionou, me marcou e me emocionou, mas tais me faltam. Entretanto, esse texto trata-se de uma resenha, ou seja, me empenharei em recuperar os vocábulos.

O Sol Também é Uma Estrela é vivaz, claro, deleitável, admirável e imprevisível. Assim como a estrela solar.

A obra é narrada, em grande maioria, por Natasha e Daniel, mas, também, por personagens que contribuem direta e/ou indiretamente para o que acontece/acontecerá aos protagonistas. Sejam os pais de Natasha e como e por que eles foram da Jamaica para os Estados Unidos; os pais de Daniel, que imigraram da Coreia do Sul; o irmão de Daniel, Charles, e por qual motivo ele trata Daniel de tal maneira; a guarda; o condutor do trem; o advogado; o entrevistador; entre outros. Torna-se perceptível o impacto que determinada pessoa, por mais desconhecida que seja, pode causar na vida de outra. Assim, os capítulos são não muito grandes e nem muito pequenos, porém, na medida certa.

Natasha e Daniel são o yin e yang. Eles põem “os opostos” em “se atraem”. E como atraem! Eu poderia passar não apenas 12 horas, mas dias, meses e anos acompanhando a(s) história(s) desses dois.

Há pouco mais de um ano fui apresentada a cultura sul coreana, e poder conhecer mais da mesma pelos olhos de Daniel – e da Natasha, que nada sabia sobre – foi maravilhoso. Além de, também, saber mais sobre sua presença em Nova York, que vem a ser a minha segunda cidade favorita do planeta.

Nicola Yoon, autora da obra, empregou suas próprias experiências de vida em O Sol Também é Uma Estrela. Assim como Natasha, Yoon nasceu na Jamaica e imigrou para os Estados Unidos aos 11 anos de idade. Seu marido, David Yoon, é americano-coreano. Sua filha é nascida e criada nos EUA.

P.s. O livro foi adaptado para os cinemas, com estreia prevista para maio de 2019. Dirigido por Ry Russo-Young (Antes que Eu Vá), o longa-metragem conta com Yara Shahidi (Black-Ish e Grown-ish) interpretando Natasha e Charles Melton (Riverdale) como Daniel.

Título original: The Sun is Also a Star
Autor: Nicola Yoon
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580416589

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s