Filme: Dançarina Imperfeita

Give to me, I’ll Work It
Baby, I’ll Work It

Dançarina Imperfeita segue Quinn Ackerman (Sabrina Carpenter), aluna e filha exemplar, que deseja cursar medicina na Universidade Duke, onde seu pai se formou. Porém, durante a entrevista admissional, Quinn descobre que ter um currículo e histórico escolar perfeito não é o suficiente. É preciso correr riscos, pensar fora da caixa.

Sendo assim, a fim de conquistar a responsável pelas admissões, Quinn diz ser membro da famosa equipe de dança da escola, os Thunderbirds. A jovem até tenta se tornar a mais nova integrante do grupo, mas há um pequeno problema: ela não sabe dançar.

Após, obviamente, não ser aceita no grupo, Quinn decide criar sua própria equipe, intitulada TBD (a ser decidido, na tradução literal), liderada por sua amiga e ótima dançarina Jas (Liza Koshy) e a ser coreografada por Jake Taylor (Jordan Fisher).

Work It, no original, não deixa de ser um filme clichê e previsível, entretanto acompanha situações inesperadas, inclusivas e divertidas. E, afinal, quem não gosta de um filme farofa de vez em quando?

O longa ainda conta com uma maravilhosa e eclética trilha sonora, incluindo músicas como: “Motivation”, da Normani, “Get on Your Feet”, da Gloria Estefan (os espectadores de Parks and Recreation reconhecerão), “Break My Heart”, da Dua Lipa e – os fãs de k-pop vão a loucura nesse momento (eu inclusa) – “I Am the Best”, do 2NE1. O grito que eu dei nessa cena!

Depois do crush pesado em Jordan Fisher como John Ambrose McClaren em Para Todos os Garotos: P.S. Ainda Amo Você, vê-lo atuado, dançando, cantando e tocando piano em um novo longa da Netflix, foi tudo que eu pedi a Deus (além de um emprego).

Enquanto isso, Keiynan Lonsdale, que vive Julliard, líder dos Thunderbirds, revela uma nova faceta, e olha que já assisti Insurgente, The Flash, Com Amor, Simon com esse menino.

Por último, mas não menos importante, Sabrina Carpenter. Devo relatar que o que mais invejo em Carpenter (além da química com Jordan Fisher. Afinal, existe alguém que não tenha química com ele?) é a habilidade da sua personagem (e da própria atriz/cantora) em ir de dois pés esquerdos a dançarina profissional em questão de semanas. #Queria

A propósito, tanto Carpenter quanto Fisher também emprestam suas vozes para a trilha sonora do filme. Você achou que a Netflix perderia essa oportunidade?!

Para finalizar, Dançarina Imperfeita ainda insinua uma possível trama para uma provável (ou não) sequência.

¹Não, esse não é o trecho original da música “Worth It”, do Fifth Harmony. A autora que vos escreve, substituiu a expressão americana “Worth It” por “Work It”, em referência ao título original do filme.

⭐⭐⭐

Título original: Work It
Diretor: Laura Terruso
Ano: 2020
Duração: 1h 33min
Distribuidor: Netflix
Elenco: Sabrina Carpenter, Jordan Fisher, Keiynan Lonsdale, Liza Koshy

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.